PIS 2018 GUIA COMPLETO

5 (100%) 1 vote

O PIS 2018 ou Programa de Integração Social é um benefício destinado a auxiliar os trabalhadores da iniciativa privada.

Implementado por meio de uma Lei complementar nos anos 70, o seu pagamento é feito exclusivamente pela Caixa Econômica Federal.

E todos os anos são divulgados novas tabelas para que os seus beneficiários saibam as datas que podem contar com aquela renda extra.

Viu como esse abono é vantajoso? Afinal, o PIS é muito mais que um número, é uma série de benefícios.

E caso você queira saber tudo sobre ele, é só ficar conosco.

QUAL O VALOR DO PIS 2018?

valor pis 2018

Com base no salário mínimo de 2018, o valor máximo recebido pelo trabalhador será R$ 954,00 (novecentos e cinquenta e quatro reais).

Mas esse valor pode ser alterado para mais ou para menos com base no tempo que foi trabalhado no ano de 2017.

O menor valor a ser pago pelo PIS será de R$ 79,50 (setenta e nove reais e cinquenta centavos) ou R$ 80,00 (oitenta reais) já que o valor é arredondado.

Cada mês trabalhado corresponderá a 1/12 avos do valor. E o benefício, portanto, só será pago em sua integralidade, se forem concluídos os 12 meses do ano anterior.

Para que você saiba exatamente quanto ganhará apresentaremos os valores abaixo.

Lembrando que, 15 dias de trabalho correspondem a um mês completo.

  • Trabalhou 1 mês: R$ 80,00
  • Trabalhou 2 meses: R$ 159,00
  • Trabalhou 3 meses: R$ 239,00
  • Trabalhou 4 meses: R$ 318,00
  • Trabalhou 5 meses: R$ 398,00
  • Trabalhou 6 meses: R$ 477,00
  • Trabalhou 7 meses: R$ 557,00
  • Trabalhou 8 meses: R$ 636,00
  • Trabalhou 9 meses: R$ 716,00
  • Trabalhou 10 meses: R$ 795,00
  • Trabalhou 11 meses: R$ 875,00
  • Trabalhou 12 meses: R$ 954,00

COMO SACAR O BENEFÍCIO?

São 3 as formas trazidas ao trabalhador para sacar o seu benefício do PIS 2018.

A primeira forma é se deslocando a uma agência da Caixa. Essa é a opção mais comum realizada nos interiores do país.

O trabalhador precisa apenas estar um o número do seu PIS e um documento de identificação.

A segunda opção é ir até um caixa eletrônico do banco, nos correspondentes do caixa aqui ou nas lotéricas. Em qualquer dessas opções, leve o seu cartão cidadão.

E por último e como opção mais simples é; se você já possui uma conta corrente ou poupança no banco de pagamento, o dinheiro cai no dia designado pelo calendário de forma automática.

Ah, e se o trabalhador ainda não possuir o cartão cidadão poderá solicita-lo em uma agência da Caixa, já que ele demora em média 30 dias para chegar.

CALENDÁRIO DE PAGAMENTO DO PIS 2018

calendário pis 2018

O calendário de pagamento sempre começa no mês de julho de um ano e vai até o mês de junho do ano seguinte.

Precisando de emprego?

No caso de 2018, iremos utilizar o calendário de 2017 até o mês 6. E esse ficou assim disposto:

Nascidos em Recebem a partir de Crédito em conta
JULHO 27/07/2017 25/07/2017
AGOSTO 17/08/2017 15/08/2017
SETEMBRO 14/09/2017 12/09/2017
OUTUBRO 19/10/2017 17/10/2017
NOVEMBRO 17/11/2017 14/11/2017
DEZEMBRO 14/12/2017 12/12/2017
JANEIRO 18/01/2018 16/01/2018
FEVEREIRO 18/01/2018 16/01/2018
MARÇO 22/02/2018 20/02/2018
ABRIL 22/02/2018 20/02/2018
MAIO 15/03/2018 13/03/2018
JUNHO 15/03/2018 13/03/2018

 

Como foi possível observar, você saberá a data exata de saque com base no mês em que nasceu.

Se nasceu em agosto, já pode sacar o seu benefício no dia 17/08/2017 e sacará novamente nesse ano.

Fique sempre de olho, pois em julho de 2018 um novo calendário será lançado. E já comece a pensar nos planos para gastar esse dinheiro extra que é sempre muito bem-vindo.

APLICATIVO DA CAIXA

A Caixa Econômica Federal desenvolveu um aplicativo que traz todos os principais serviços procurados pelo trabalhador brasileiro.

Tudo isso para facilitar a sua vida. Afinal, a caixa é muito mais que um banco.

O aplicativo está disponível para smartphones e iphone. Basta que você procure na sua loja de aplicativos, coloque para instalar e aceite todos os termos de uso.

Você encontrará informações sobre o PIS, FGTS, seguro-desemprego, localizará agência mais próxima da caixa e muito mais.

O aplicativo é gratuito e de classificação livre.

E para melhorar o seu funcionamento, sempre realize as atualizações trazidas por ele.

QUEM POSSUI E QUEM NÃO POSSUI DIREITO AO PIS 2018?

É necessário que o trabalhador se enquadre nas condições estabelecidas pelo MTE – ministério do trabalho e emprego e pela previdência social para receber o seu abono salarial chamado de PIS.

Entre as condições estabelecidas é preciso cumprir de forma cumulativa, todas as opções abaixo.

  1. Ter trabalhado no ano anterior (em 2017), durante pelo menos 30 dias e ter tido a seu CTPS – carteira de trabalho assinada.
  2. Durante o período que fora trabalho, a média salarial do trabalhador não pode ser sido maior do que 2 salários mínimos daquele ano vigente.
  3. O empregador tem que ter sido obrigatoriamente pessoa jurídica da iniciativa privada, pois a iniciativa pública se estende a outro tipo de abono salarial. E por ser pessoa jurídica, as empregadas domésticas não entram nesse benefício.
  4. É preciso estar cadastrado no programa há pelo menos 5 anos para poder ter direito ao abono. Esse cadastro é feito já na primeira contratação do trabalhador por uma empresa privada.

Como foi possível observar, não são todos os trabalhadores brasileiros que possuem direito ao PIS. Esse abono é exclusivo para os empregados que possuem uma renda baixa e são regidos pela CLT.

Dessa forma, se você se encaixar em alguns dos trabalhadores abaixo, saiba que, não terá direito ao benefício.

  1. Empregado doméstico. O empregado doméstico não recebe o PIS por dois motivos. Primeiro, por possuir como empregador pessoa física e em segundo lugar, porque essa classe possui um regime próprio de auxílio.
  2. Empregado rural que possua como empregador pessoa física.
  3. Empregado que possui renda mensal superior a 2 salários mínimos.
  4. Empregados avulsos ou autônomos.
  5. Trabalhadores que não possuem carteira assinada.
  6. Trabalhador e servidor do setor público.
  7. Sócios ou diretores que não possuem vínculo com a empresa.

O PIS APRESENTA UM PRAZO CERTO PARA O SAQUE?

Saque do PIS

Como analisado com base no calendário, cada trabalhador terá um tempo certo para saque.

O intuito do programa foi não acumular todos os trabalhadores do país em apenas uma data, pois a Caixa Econômica Federal não teria como dar suporte a tantos cidadãos.

Como a data já é definida, se o saque não for realizado naquele período o trabalhador perde o direito daquele ano e só poderá saca-lo no ano seguinte.

COTA DO PIS E RENDIMENTO DO PIS 2018

O PIS faz parte da união do fundo PIS/PASEP que é constituído com recursos do programa da iniciativa privada e da iniciativa pública.

Só que quando o programa foi criado nos anos 70, ele possuía arrecadações para as contas individuais do trabalhador, pois os empregadores contribuíam para o fundo de participação que distribuía os valores entre os empregados.

Esses valores eram correspondentes ao tempo de serviço e proporcionais ao trabalho.

A grande mudança é que após a vigente da Constituição de 1988 esse cenário mudou para os novos trabalhadores que eram inscritos no programa.

Mas para os anteriores a essa data ainda é possível receber o rendimento e a cota do PIS.

Vamos ver como elas funcionam.

As parcelas de valores que eram depositados ao programa de integração social pelas empresas aos seus empregados que foram cadastrados no PIS entre o ano de 1971 até o dia 4 de outubro de 2018, estão plenamente disponíveis para saque desde que coincidam com o calendário de pagamento do ano vigente.

No caso do saque do PIS 2018, é possível que se saque em qualquer tempo se o trabalhador se enquadrar em alguma das hipóteses abaixo:

  1. Trabalhador se aposentou
  2. Trabalhador possui 60 anos ou mais
  3. O participante ou dependente possuem invalidez
  4. O participante ou dependente estão com neoplasia maligna, mais conhecida como câncer.
  5. É idoso ou portador de deficiência
  6. O participante ou dependente possui AIDS/SIDA
  7. O participante ou dependente possua qualquer doença listada na portaria interministerial 2.998/2011
  8. Se for militar, teve transferência remunerada ou reforma
  9. E por último, tendo o participante do programa falecido, o saldo é pago ao sucessor ou aos seus dependentes.

Na comprovação de quaisquer desses requisitos o saque pode ser realizado imediatamente e a qualquer tempo. Com exceção do requisito da idade, que deve estar obrigatoriamente comprovado.

Para o rendimento do PIS 2018 terá direito o trabalhador que foi cadastrado no fundo até o dia 4 de outubro de 2018 e que ainda não sacou da sua conta individual o saldo de cotas e de participação do PIS.

Esses rendimentos podem apresenta como data de saque as mesmas datas trazidas pelo calendário de pagamento se não se encaixarem nos requisitos acima.

E o se o saque não for realizado, aquele valor é incorporado ao saldo das cotas.

O saque de rendimentos pode ser realizado pelos mesmos locais do abono salarial.

Pode ser em uma agência da caixa, nos caixas eletrônicos, lotéricas ou correspondentes do caixa aqui (utilizando o cartão cidadão) ou por meio do crédito diretamente na conta poupança ou corrente do cidadão. Apenas é preciso que a conta esteja com movimentação nos últimos meses e com saldo positivo.

E nos locais em que for preciso entregar documentos de identificação para o saque do rendimento, a caixa traz um rol dos documentos que podem ser utilizados:

  • Carteira de identidade, carteira de identidade de estrangeiros, identidade militar, carteira de trabalho, carteira de habilitação ou passaporte.

Esteja portando qualquer um desses documentos e realize o seu saque.

Gostaram do texto? Todas as dúvidas foram sanadas? Senão, não se preocupe, é só entrar em contato com a nossa equipe pelos comentários abaixo ou mande sua pergunta por e-mail.

Caso tenha ficado dúvida sobre achar o número do PIS 2018, você pode aprender através deste vídeo:

Leia também:

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *